Número total de visualizações de página

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

11 anos.

É sempre difícil deixarmos alguém partir! Queiramos ou não, cria-se um turbilhão de emoções dentro de nós que não conseguimos controlar. Revolta,  porque fica eternamente no ar a pergunta: Porquê? Mágoa,  porque não conseguimos nunca superar a dor. Frustração, porque não tivemos o poder suficiente de evitar o inevitável. Contudo, à medida que os anos vão passando aprendemos a criar defesas e percebemos que o melhor é convencermo-nos de que afinal, a partida foi o melhor caminho sem termos a certeza absoluta se na realidade o sofrimento acabou para quem partiu, mas com a convicção que para nós não terminou. 
Diz-se que no lugar para onde foste, não existe dor e esse é o único conforto que me ajuda a compreender a necessidade de teres partido.
Amo-te mano.

Sem comentários:

Enviar um comentário