Número total de visualizações de página

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Madrugada.

Foi a mais bela madrugada da minha vida.
Acordei bastante cedo, disposta a lavar a alma na limpidez do teu olhar.
Tinha pensado em dar um passeio logo a seguir, pelas estradas desconhecidas do teu espírito... e foi belo o passeio!
Encontrei um campo verde, onde reinava a esperança de um amanhã  melhor. Andei mais um pouco e encontrei uma estrada que me levou  à cidade da sinceridade. Mais ao lado num cantinho entre dois orgãos chamados pulmões, encontrei  um tesouro precioso: um coração cheio de amor.
Aí, descansei da longa jornada que me impûs iniciar, gostei da hospitalidade e lá me fixei para sempre.
 De noite, subo as presianas dos teus olhos e olho as estrelas, que continuam a brilhar como naquela madrugada.

Sem comentários:

Enviar um comentário